Bad Trip: Expect no Mercy (PC, Windows 3.x)

Bad Trip: Expect no Mercy (PC, Windows 3.x)

Saudações aos leitores.

“Como que as pessoas compravam video games sem a internet?” Essa pergunta provavelmente deverá ser feita por muitos meninos e meninas que nasceram depois que serviços online como Steam e mesmo GOG se estabeleceram como o padrão para comprar e jogar video games pela internet. Bem, nos já longínquos anos 1990 havia basicamente duas formas: quem podia pagar o preço cheio e preferia ter as caixas e manuais recorria às tradicionais lojas de jogos; ou então quem quisesse optar pelo método ecônomico tinha de recorrer às infames revistas de PC vendidas em bancas de jornais. Geralmente custando R$ 9,90, essas revistas usavam o chamariz de que vinham com um jogo “grátis” para pegar os desavisados, ou talvez para diminuir o arrependimento após comprar os jogos geralmente muito ruins que eram embalados com ela. Afinal, para cada “Shogo Mobile Armor Suit“, havia um monte de porcarias geralmente clonadas de jogos mais famosos e mais caros. Uma dessas bombas era justamente Expect no Mercy.

Lançado originalmente em 1996, Expect no Mercy era mais um dos milhares de clones de Mortal Kombat que sonhavam em faturar fácil surfando na onda do rival ocidental de Street Fighter. Para piorar o que já era ruim, o jogo era baseado em um obscuríssimo filme homônimo lançado direto para video, que de tão desconhecido, ninguém se importou em postá-lo inteiro no Youtube. Quanto ao jogo em si, não sei se segue a mesma, bem…”trama” do filme, mas parte de uma historinha constrangedora envolvendo realidade virtual:


Destaque para a frase mais cara de pau de 1996: “This is beyond Mortal Kombat!”

Se no trailer do jogo a produção e os (d)efeitos especiais já dariam vergonha em qualquer Super Sentai de segunda categoria, no game esses aspectos atingiam o estado da arte da ruindade gamística. Seja por sérias restrições orçamentárias, seja aboluta falta de talento dos produtores, ou porque o esquema era lançar aquele troço o quanto antes, afinal todo mundo tem contas a pagar, Expect no Mercy parecia ter sido realizado por alunos bêbados de primeiro semestre de alguma facul de games, afinal NADA ali parecia remotamente feito com algum propósito que não o de rir muito durante o processo. Se não acreditam, vejam a desgraça em ação:

Difícil saber o que é pior, se os patéticos cenários que mais pareciam clip-arts de Power Point, a ausência de música durante as lutas (se bem que poderia ser pior com, vai saber), os irritantes e desconexos gritinhos, a velocidade desregulada, os sprites mal animados ou ainda a horrorosa interface do jogo. Aliás, de onde diabos saíram aqueles inimigos, como o palhaço de festinha infantil, a dominatrix de filme pornô, o “Drácula” de treatro escolar  ou o militar à sargento Pincel? Um dia descobrirei uma razão que não a pura zoeira para alguém entrar em um torneio “mortal” ou coisa do tipo vestido de palhaço, ou para algum vilão recrutar esses tipos para capanga. Enfim, tudo isso temperado por péssimos controles por teclado e temos uma das piores experiências que um jogo de luta já proporcionou na história dos computadores. Mas voltando à metáfora dos alunos bêbados, alguém poderia explicar o que diabos era aquela “fase” bizarra com os olhos flutuando sobre o fundo preto? De novo, não é possível que aquilo não foi alguma zoeira por parte de alguém que trabalhava na produtora de fundo de quintal de onde saiu Expect no Mercy.

Por fim, talvez haja apenas dois aspectos positivos em relação a Expect no Mercy, o primeiro é  que sua velocidade desregulada torne impossível jogá-lo no emulador Dosbox, e dessa forma vocês não perderão minutos de suas vidas que não voltarão mais com essa bomba. E o segundo é que Expect talvez seja o pior clone de Mortal Kombat já feito até hoje, o que faz com que esse jogo seja extraordinário em pelo menos alguma coisa. Melhor que nada, não? E por último, jogos horríveis como esse nos lembram que nostalgia não pode nos fazer esquecer que tinha muita porcaria também no passado, sobretudo quando o preço era suspeitamente barato.

Bem, se vocês conhecerem coisa tão ruim ou mesmo pior (se é que é possível superar Expect nesse quesito), digam aí que de repente eu me animo de testar e falar aqui. Servimos bem para servir sempre.

AvcF – Loading Time.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *