E3 2014: monotonia, seu nome é Sony

 

Saudações aos leitores.

Caramba, achei que não fosse acabar nunca. Olhem, acho que seguramente essa foi a conferência mais chata que vi da Sony nos últimos anos. Uma conferência longuíssima, arrastada, cheia de blá-blá-blá e anuúncios pra lá de óbvios. Para início de conversa, será que a Sony não dispunha de orçamento para contratar pelo menos um apresentador? Sim, porque quando não foi o CEO que mais parecia um clone jovem do Sidney Magal apresentando com o carisma de um a porta, a apresentação foi feita por um gordinho com a cara do falecido gordinho do programa X-Tudo, um clone do Tio Funério, da Familia Adams, ou um maluco com uma voz que parecia uma pata no cio. E por falar no gordinho do X-Tudo, o que diabos foi aquele momento com as cartinhas dos fãs? Precisava mesmo daquilo?

No mais, qual a graça de ver videos pré-renderizados de jogos multiplataforma como GTA V, Batman, e Assassins Creed, que já tinha sido exibido em outras duas conferências? Ou ainda gastar tempo com um port HD de The Last of Us? Sem contar que os jogos mais aguardados pelos sonistas ficaram para 2015. Por sinal, o único jogo realmente novo e interessante, Bloodborne, já tinha sido vazado antes. E ainda para completar com chave de ouro, Uncharted 4, o jogo mais aguardado por 10 entre 10 sonistas, apareceu por último em uma CG de uns 5 segundos, que sequer serviu para dar um clima. Aliás, que porcaria foi aquilo do Little Big Planet? Sério que ainda insistem com aquilo?

E a apresentação ainda teve um momento bizarro, ocorrido durante um video que tentou pobremente mostrar que o Vita ainda serve para alguma coisa do que peso de papel. Durante o anúncio de uma porção de jogos “free to play” ( que o apresentador fez questão de dizer que na Sony free to play quer dizer free-to-play, assim escandindo as sílabas) apareceu uma linhazinha dizendo algo como “some features require a fee”. Ou seja, “free-to-play” da Sony não pareceu tão “f-r-e-e” assim.

Enfim, muito tempo gasto, muita conversa jogada fora para pouquíssimo resultado. Muito filminho e quase nada de gameplay. Aliás, essa frase poderia resumir o que foi a E3 de hoje.

Amanhã será a vez da Nintendo. Brace yourselves, pois não haverá meio termo. Será consagração ou vergonha.

AvcF – Loading Time.

8 thoughts on “E3 2014: monotonia, seu nome é Sony

  1. “Muito filminho e quase nada de gameplay. Aliás, essa frase poderia resumir o que foi a E3 de hoje.”

    Poderia resumir os últimos dez anos.

    Joguei Watch Dogs essa semana… digo, obedeci os comandos na hora que a máquina me mandou fazê-lo. Não consigo curtir essas novidades. Muito obrigado, Nintendo!! Obrigado pelos Galaxys, Countrys, Zeldas, Metroids, News, Karts e tudo mais!! Obrigado por me deixar jogar!

  2. cara, eu gosto muito desse blog porque pensa exatamente igual a mim. Sou nostálgico sim, e os joguinhos da Nintendo me empolgam muito mais que esses filmes interativos de hoje.

  3. Imagino que tenha sido chata mesmo. Eu nem acompanho mais a E3. Mas hoje falavam tanto da conferência (e outras atrações da Nintendo) que acabei assistindo depois o NDE e a Treehouse Live, que foi realmente sensacional e matou a pau o evento (e olha que hoje foi só o primeiro dia).

    Não duvido nada que ano que vem Sony e M$ vão copiar a Nintendo em alguma coisa referente ao formato de exibição.

  4. Cara, seu texto foi infantil e muito pessoal. Artigos que trazem informações não devem transparecer seus sentimentos de revolta e sim a atmosfera do plot. A apresentação da Sony foi um saco sim, foi muito cansativa e com coisas desnecessárias, mas com certeza seu artigo foi pior. LIttleBigPlanet possui um público específico e esse público curte o game, eu por exemplo, acho jogos de futebol a maior bosta já criada, nem por isso saio criando artigos por ai lançando argumentos infundados em lógica e mergulhados em frustração pessoal (você nem ao menos sabe escrever o nome do game corretamente! God! Você está falando de algo que você deixou claro nunca ter jogado! Isso é um absurdo! Oo).

    Cresça, ganhe um pouco mais de conhecimento pessoal e intelectual, depois pegue um “wordzinho” e comece a vomitar suas palavras com um pouco mais de bom senso.

    Maldita inclusão digital. Pessoas como você poluem a internet.

  5. A Sony deveria mudar o nome pra Sono, quase dormi na apresentação hehe. Já a Nintendo, uau, fizeram tudo visando os jogadores, e principalmente seus fãs. Eles debochando de si mesmo, um Zelda bonito, muitas novidades legais no Smash e Bayonetta, novo jogo que parece ser bem divertido. Claro, teve coisas mais ou menos como o Kirby e Cap. Toad novo, mas no geral foi bem positivo, isso sem contar o Treehouse e os torneios de Smash Bros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *